TJMA utilizará robô

O robô Elis tem sido utilizado no TJPE para fazer a primeira parte dos processos de execução fiscal

Desenvolvido por equipe do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o robô Elis está sendo adaptado para utilização nas varas de execução fiscal do Poder Judiciário do Maranhão. A iniciativa partiu do ToadaLab (Laboratório de Inovação do Tribunal de Justiça do Maranhão), após contato com os desenvolvedores do software e laboratoristas do Ideas (Laboratório de Inovação do TJPE), que instituiu um grupo de trabalho para implementar o robô na Justiça maranhense.

Na primeira fase, estão sendo organizadas reuniões com magistrados, magistradas, servidores e servidoras envolvidos com processos de execução fiscal nas varas judiciais especializadas nas ações que envolvem a fazenda pública municipal de São Luís e procuradoria municipal de São Luís. A ferramenta de automação verifica inconsistências de dados após a distribuição processual em ações de execução fiscal.

Nessa quinta-feira (19), o coordenador do ToadaLab, juiz Ferdinando Serejo, reuniu juízes das varas de execução fiscal, servidores da Diretoria de Informática e laboratoristas do grupo de trabalho “ToadaLab Robô Elis”, com a procuradora fiscal do município de São Luís, Anne Karole Britto, para apresentar a ferramenta de automação já adaptada de acordo com as necessidades da justiça maranhense.

Também estiveram presentes na reunião híbrida (de forma presencial no ToadaLab e pela plataforma Zoom de videoconferência), a procuradora fiscal do município de São Luís, Anne Karole Britto; o juiz José Edilson Caridade Ribeiro (8ª Vara da Fazenda Pública de São Luís); o juiz Manoel Matos de Araújo Chaves (10ª Vara da Fazenda Pública de São Luís); o juiz Raimundo Nonato Neris Ferreira (9ª Vara da Fazenda Pública de São Luís); o juiz corregedor José Nilo Ribeiro Filho (Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão – CGJMA); a técnica judiciária em Informática, Aline Lopes da Silva (Divisão de Sistemas de Informação); o analista judiciário em Desenvolvimento de Sistemas, Francisco de Araújo Costa (Divisão de Sistemas de Informação); as servidoras Andressa Fontinele Lopes (9ª Vara da Fazenda Pública de São Luís) e Emmanuelle de Sousa Martins (9ª Vara da Fazenda Pública) e a assessora do ToadaLab, Luanda Santos.

Os laboratoristas do ToadaLab que participam do desenvolvimento do projeto no grupo de trabalho “ToadaLab Robô Elis” são: o assessor de desembargador e cientista da computação, Antony Luso (coordenador do grupo); o oficial de justiça Adoniran Pereira e o técnico judiciário Fillipe Sampaio.

Reunião ToadaLab 2

Agência TJMA 

Deixe seu comentário
VALMIR ARAÚJO