Jornal o estado do maranhão

Por Domingos Costa::

Após 62 anos de circulação, jornal impresso da família Sarney decreta falência

Em 1973, Sarney e Bandeira Tribuzi compraram o jornal O Dia – fundado em 1959, e decidiram mudar o nome do jornal em homenagem ao Maranhão, agora, em outubro de 2021, o matutino deixa de existir na forma impressa.

Por meio de comunicado divulgado nesta quinta-feira (06), o Jornal O Estado do Maranhão, apelidado de EMA (fundado por José Sarney e Bandeira Tribuzi), anunciou o fim da edição impressa.

O matutino pertence ao conglomerado do Grupo Mirante, pertencente à família do ex-presidente da República, José Sarney.

No comunicado, o EMA sustenta que suas atividades serão migradas para o site IMIRANTE, de forma que todo o conteúdo antes produzido pelo Jornal agora poderá ser lido no portal de notícias.

– Histórico 

Em 1973, depois que o então ex-governador do Maranhão José Sarney e seu amigo pessoal Bandeira Tribuzi compraram o jornal O Dia, que foi fundado em 1959, decidiram mudar o nome do jornal em homenagem ao Maranhão: O Estado do Maranhão, porém, combinaram que 1959 ficaria como o ano de origem do jornal.

Depois da morte de Tribuzi, em 1977, Sarney passou a então controlar de fato o jornal. Existe até controversas dando conta sobre o controle da Família Sarney ao jornal, vez que familiares de Tribuzi chegou reivindicar a devolução do controle do jornal sob alegação de que ele foi seu real fundador.

Deixe seu comentário
VALMIR ARAÚJO