Wellington volta a defender nomeação de aprovados em concurso da PM

O deputado Wellington do Curso (PSDB) voltou a defender, na sessão plenária desta quarta-feira (23), durante o Pequeno Expediente, a imediata nomeação dos 1.400 candidatos aprovados no concurso da Polícia Militar do Maranhão. Ele destacou que um documento oficial da PMMA identifica que 713 praças e 13 oficiais se aposentarão este ano, abrindo uma lacuna no setor da segurança pública.

“Nós já temos 4.200 vagas ociosas na Polícia Militar. Dá para nomear todos os 1.400 aprovados e ainda se pode realizar um outro concurso com, no mínimo, 2 mil vagas. Essa pauta estará no plano de governo dos pré-candidatos ao Palácio dos Leões. Com certeza, eles discutirão essa matéria”, disse o parlamentar.

Professores

Durante o tempo destinado aos blocos partidários, Wellington defendeu aumento de 33,24% no salário dos professores da rede estadual e lembrou que, por falta desse reajuste, já aconteceram manifestações da categoria nos municípios de São Luís, Chapadinha e Timon. Ele disse que o fato de o reajuste ainda não ter sido concedido contraria o posicionamento do Executivo quando afirma que o Maranhão paga o maior piso salarial do país para o educador.

De acordo com  o deputado, o piso salarial do professor que leciona 20 horas semanais no Maranhão é apenas R$ 1.400 . “Já o de 400 horas, R$ 2.800, e não R$ 6.800, como afirma o governo estadual. Fizeram um banner mandando para as Unidades Regionais Educacionais (UREs) dizendo que há uma decisão no Tribunal de Justiça, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, afirmando que piso é tudo que o professor recebe. Nada disso, a decisão do STF diz que piso é o vencimento básico. Não pode ser colocada gratificação, nem outros benefícios”, afirma.

Deixe seu comentário

Hits: 13

VALMIR ARAÚJO