.
.
“PRESIDENTE DUTRA” Raimundinho da Audiolar vai cobrar taxa de água no interior e coleta de lixo na cidade

“PRESIDENTE DUTRA” Raimundinho da Audiolar vai cobrar taxa de água no interior e coleta de lixo na cidade

Será se Raimundinho da Audiolar não está confundindo Presidente Dutra com as cidades que passa férias na Europa?.

O prefeito Raimundinho da Audiolar, aquele que prometia mil e uma maravilhas á população de Presidente Dutra, enfim, conseguiu dar uma ‘cacetada’ certeira na população para amenizar sua fome por arrecadação ao enviar um Projeto de Lei á Câmara para taxar o uso de água potável á população carente do interior e nos bairros do município. Na carrada do projeto contra o povo, Raimundinho irá impor também cobrança na coleta de resíduos sólidos (lixo) na área urbana.

O projeto, que parece ser pioneiro na região, já que é desconhecido outro município que tenha uma medida anti popular como está, teve a anuência dos vereadores da base governista, que sem preocupação com a situação do povo, principalmente os mais carentes, fez valer a vontade do prefeito, aquele mesmo que outro dia aumentou a alíquota da iluminação pública, afetando os mais pobres.

Não se sabe até onde vai parar a sede por dinheiro ou de arrecadação do prefeito Raimundinho da Audiolar, que mesmo sabendo que grande parte da população sofrida e necessitada se encontram no interior e nos bairros da cidade, continua a buscar artifícios para tornar suas vidas mais pesadas, colocando em suas costas pesados fardos, tornando o orçamento doméstico mais comprometido, podendo faltar dinheiro para a própria alimentação. 

Costumeiramente as gestões e seus gestores anunciam no final do ano obras e ações que contemplam o povo, uma forma de presentear a todos. Raimundinho vem sendo uma grandiosa exceção, em vez de deixar a população feliz nessa reta de final de ano, ele contrária a todos e dar um presente de grego pra ser digerido nesse incomum natal presidutrense, duas despesas a mais no orçamento doméstico: taxa de água e lixo.

BLOG DO LOBÃO

WhatsApp