Fábio Gentil, em Caxias

MP inicia fiscalização em instituto que já ganhou R$ 44 milhões na gestão de Fábio Gentil, em Caxias

O Ministério Público do Maranhão através da 5ª Promotoria de Justiça de Caxias, abriu um procedimento administrativo com o objetivo de fiscalizar os serviços de saúde prestados aos pacientes do SUS, pelo Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana – IADVH.

O Termo de Parceria firmado entre a Secretaria Municipal de Saúde de Caxias e o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana – IADVH, foi feito após realização do processo licitatório no ano 2019.

De acordo com levantamento feito pela Folha do Maranhão, o instituto oferece mão de obra para área saúde, em especial, médicos e outros profissionais para atender as demandas da Secretaria Municipal de Saúde do município.

Operando desde 2019, o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana já faturou R$ 44.481.333,61 na gestão de Fábio Gentil, em Caxias. De janeiro até setembro deste ano, já foram pagos 13.907.598,61.

O instituto, aparece em 1º colocado, como maior despesa paga por fornecedor segundo o portal de prefeitura.

Segundo dados da Receita Federal, o instituto possui três sedes no Maranhão: São Luís, José de Ribamar e Barreirinhas, em nome do empresário Geova Fernando Santos.

Ainda de acordo com o MP, foi anexado uma cópia da Notícia de Fato nº 003857-254/2019, que trata de possível improbidade administrativa, na questão da violação aos princípios administrativos, envolvendo o instituto e a prefeitura de Caxias.

Por Folha do Maranhão

Deixe seu comentário
VALMIR ARAÚJO