Empate com Bragantino frustra Flamengo, e Inter pode abrir distância

O Flamengo tinha a chance de assumir temporariamente a ponta da Série A do Campeonato Brasileiro e pressionar o Internacional, que ainda jogará pela 35ª rodada da competição. O Red Bull Bragantino, porém, frustrou as pretensões cariocas. Neste domingo (7), as equipes empataram por 1 a 1 no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). O resultado, porém, não foi o ideal para nenhum dos lados.

Imagem

Os atuais campeões foram a 65 pontos, um atrás do Inter, que joga nesta quarta-feira (10), às 19h (horário de Brasília), contra o Sport, no Beira-Rio. Se o Colorado vencer, abre quatro pontos de vantagem para o Rubro-Negro, que voltaria a depender de um tropeço gaúcho para ter chances de levar o bicampeonato nacional. Lembrando que os flamenguistas enfrentam o time de Porto Alegre na penúltima rodada.

O Massa Bruta, que ainda sonha ir à próxima Libertadores, perdeu a chance de encostar no Grêmio, sétimo colocado (53 pontos) e última equipe na zona de classificação à edição 2021 do torneio sul-americano. Os paulistas somam 48 pontos e ocupam o nono lugar, mas podem ser ultrapassados pelo Athletico-PR (46 pontos), que enfrenta o Corinthians na quarta-feira, às 21h30, na Neo Química Arena, em São Paulo.

Se a arma do Bragantino é pressionar a saída de bola e forçar o adversário ao erro, desta vez o time paulista sentiu os efeitos da estratégia na própria pele, já que o Flamengo subiu as linhas primeiro. O Massa Bruta até teve oportunidades, como o chute de Artur, da entrada da área, aos 13 minutos, ou a cabeçada do também atacante Ytalo após cobrança de falta, aos 36. Mas o Rubro-Negro criou mais.

Aos 17 minutos, o meia Giorgian De Arrascaeta assustou em uma bomba de fora da área, na sobra de um rebote da defesa bragantina. Aos 25 minutos, o meia Everton Ribeiro recebeu o cruzamento do lateral Mauricio Isla e cabeceou próximo à trave. Quatro minutos depois, Everton Ribeiro deu uma bicicleta na área e o zagueiro Gustavo Henrique completou, mas o goleiro Cleiton fez uma grande defesa.

A rede só balançou aos 32 minutos, Gustavo Henrique teve a camisa puxada na área e a arbitragem assinalou pênalti, que o atacante Gabriel cobrou e converteu. O Flamengo quase ampliou aos 40 minutos, mas o atacante Bruno Henrique, depois de uma boa jogada individual na área, demorou para finalizar e Cleiton, que havia sido driblado, conseguiu se recuperar e evitou o segundo gol carioca.

Imagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Valmir Arajúo