. .

DETRAN-MA REFORÇA SEGURANÇA EM SÃO LUÍS COM OPERAÇÃO LEI SECA

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), através da Coordenação de Educação para o Trânsito e em parceria com o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), vem intensificando, neste mês de junho, ações da Operação Lei Seca em São Luís.

Na noite da quinta-feira (9), a Operação foi realizada na Avenida Daniel de La Touche, próximo ao Shopping da Ilha, neste domingo (12), na Avenida Litorânea, próximo à Praça do Pescador, e nesta quarta-feira (15), na Av. Rei de França. A Operação Lei Seca é promovida constantemente e tem o objetivo de cumprir as diretrizes estabelecidas na Lei 11.705/2008 (Lei Seca) pelos condutores de veículos, visando reduzir ao máximo o número de acidentes e mortes provocados por condutores alcoolizados no trânsito.

Ao todo, 373 veículos foram abordados, 332 testes no etilômetro foram realizados, 12 pessoas foram flagradas dirigindo sob influência de álcool e, a estas, foram aplicadas medidas administrativas, conforme Art 165 do CTB. Outras 41 se recusaram a se submeter aos testes oferecidos pelos Agentes da Autoridade de Trânsito e foram autuadas pelo Art 165 A do CTB.

Para o Diretor-geral do Detran-MA, Hewerton Pereira, “a intensificação da Operação Lei Seca é importante para conseguirmos alcançar o objetivo de tolerância zero aos condutores que fazem uso de substâncias alcoólicas e direção em nosso estado. Assim, mostramos, cada vez mais, o compromisso do órgão em transformar o trânsito do Maranhão em um local mais seguro”, frisou.

A ação também visa conscientizar condutores em relação aos riscos da combinação entre álcool e condução veicular. Para isso, as operações contam com equipes da Coordenação de Educação para o Trânsito, que promovem conversas com os condutores e distribuem materiais informativos sobre a Lei Seca.

“A realização dessa atividade de conscientização é super importante porque faz com que se perceba mais os riscos de dirigir sob o efeito de álcool e, consequentemente, com que as pessoas não pratiquem esse crime”, enfatizou a condutora Ana Carolina.

Penalidades

A recusa do teste de etilômetro é infração gravíssima e incorre nas mesmas penalidades de quem foi flagrado dirigindo sob influência de álcool: multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Assessoria de Comunicação/DETRAN-MA

Deixe seu comentário

Hits: 8

VALMIR ARAÚJO