Bolsonaro diz apoiar Trump para 2020 e não descarta intervenção na Venezuela

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 3ª feira (19.mar.2019) que acredita “piamente” na reeleição de Donald Trump para o comando dos Estados Unidos. Os 2 se reuniram mais cedo na Casa Branca, sede do governo norte-americano.

“O povo repetirá esse voto com certeza. Aos poucos, essas pessoas que acreditam no socialismo ou até no comunismo vão abrindo suas cabeças”, disse Bolsonaro após a reunião, em entrevista à imprensa.

Questionado sobre qual seria a relação do governo dele caso a futura gestão não seja a de Trump, Bolsonaro disse que respeitará o resultado do pleito, que será realizado em 2020.

VENEZUELA 

O mandatário brasileiro foi indagado se apoia uma intervenção militar na Venezuela. “Tem certas questões que se você divulgar deixam de ser estratégicas”, disse Bolsonaro. Em nenhum momento ele e Trump negaram a possibilidade.

Já o norte-americano lembrou que Brasil e Estados Unidos foram os primeiros países a reconhecer Juan Guaidó como presidente interino “legítimo” da Venezuela. Guaidó é líder da oposição ao governo de Nicolás Maduro e presidente da Assembleia Nacional.

Trump agradeceu publicamente a ajuda humanitária do Brasil à Venezuela. Pediu aos militares venezuelanos que deixem de apoiar Maduro, do qual chamou de “marionete de Cuba”.

TRUMP COGITA CONVIDAR BRASIL PARA OTAN

O presidente dos Estados Unidos cogitou a hipótese de convidar o Brasil para integrar a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), maior aliança militar do mundo, com 28 países-membros.

Trump disse que tem a intenção inicial de designar o Brasil como aliado especial fora da coalizão. Segundo o norte-americano, isso abriria as portas para cooperação no combate ao tráfico de armas, drogas e pessoas.

O norte-americano reforçou que apoia a entrada do Brasil na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Disse que os 2 governos estão comprometidos em remover barreiras e incentivar uma série de industrias dos 2 países. “Abrir a economia é o caminho certo para o Brasil”, afirmou.

Trump afirmou ainda que foi “impressionante” e “1 feito e tanto” a campanha que levou Bolsonaro à Presidência da República.“O Brasil e os Estados Unidos nunca estiveram mais próximos do que estamos agora”, declarou.Encontro de Bolsonaro com Trump 13 FotosVeja a galeria completa›

Bolsonaro aproveitou o discurso para convidar o norte-americano a visitar o Brasil e afirmou ser 1 grande admirador dos Estados Unidos. “Hoje o Brasil não tem 1 presidente anti-americano, caso excepcional nas ultimas décadas”. 

Na visita aos Estados Unidos, o governo brasileiro assinou 1 acordo permite o uso comercial da base de Alcântara, no Maranhão, com projetos que envolvam tecnologia dos Estados Unidos. O lugar é 1 dos centros de lançamentos de foguetes da FAB (Força Aérea Brasileira).

Bolsonaro também publicou decreto que isenta visto de turistas de 4 países, entre eles os Estados Unidos. A medida é unilateral e os brasileiros continuam precisando de visto para entrar no país de Trump.

REUNIÃO NA CASA BRANCA

O chanceler Ernesto Araújo e demais ministros brasileiros não participaram do encontro inicial entre Bolsonaro e Trump no Salão Oval da Casa Branca.

Trump convidou o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, para ingressar na conversa.

Na entrevista à imprensa, Trump elogiou Eduardo. “O trabalho do filho do presidente tem sido fantástico”, afirmou.

Ao final da conversa com os jornalistas, Trump se despediu e disse: “Aliás, nossas conversas com a China estão indo muito bem”.

O governo chinês e o norte-americano estão travando uma guerra comercial. Trump deve se reunir com o presidente da China no final de março para dar continuidade as negociações.

Eis a íntegra da entrevista à imprensa de Trump e Bolsonaro:

Poder360

Hits: 4

One thought on “Bolsonaro diz apoiar Trump para 2020 e não descarta intervenção na Venezuela

  1. Pingback: theweedtube

Comments are closed.

VALMIR ARAÚJO