.
.
POLÍCIA CIVIL PRENDE, NA GRANDE SÃO LUÍS E NO INTERIOR DO ESTADO, INTEGRANTES DE UMA QUADRILHA QUE ROUBOU AVIÃO NO PIAUÍ QUE SERIA DESTINADO A TRAFICANTES DA BOLÍVIA

POLÍCIA CIVIL PRENDE, NA GRANDE SÃO LUÍS E NO INTERIOR DO ESTADO, INTEGRANTES DE UMA QUADRILHA QUE ROUBOU AVIÃO NO PIAUÍ QUE SERIA DESTINADO A TRAFICANTES DA BOLÍVIA

Em apoio ao Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) da Polícia Civil do Piauí, a Polícia Civil do Maranhão(PC-MA), sob coordenação da Delegacia Geral da PC-MA, conseguiu cumprir, na última quarta-feira(15) e nesta quinta-feira(16),sete mandados de prisão temporária e 12 mandados de busca apreensão contra integrantes de uma associação criminosa atuante na aquisição de armamentos, gerenciamento financeiro e logístico da ação criminosa, adulteração da aeronave roubada e aquisição de combustível de aviação.

De forma simultânea, a operação foi deflagrada nos Estados do Piauí, Maranhão, Pernambuco e Mato Grosso. No Maranhão, os investigadores da Polícia Civil do Maranhão cumpriram mandados de prisão e de busca domiciliar em imóveis situados nos municípios de São Luís, Paço do Lumiar, Lago da Pedra, Lago do Junco, Lago dos Rodrigues e Araguanã.

Na cidade de Araguanã, investigadores da 8ª Delegacia Regional de Zé Doca, deram cumprimento a um mandado de prisão temporária contra uma mulher, suspeita de participar do roubo de um avião monomotor em um aeroclube da cidade de Teresina, ocorrido no dia 14 de janeiro. Segundo as investigações, a aeronave que foi recuperada no estado do Mato Grosso, teria como destino a Bolívia, onde seria usada por traficantes.

Com base nas investigações, todos os investigados que foram presos na Região Metropolitana de São Luís, possuem vínculo com o Aeroporto Coronel Alexandre Raposo (Aeroporto de Paço do Lumiar). Eles foram os responsáveis por adulterar a aeronave para que ela pudesse ir para a Bolívia sem levantar suspeitas. Entre os sete presos no Maranhão, está uma família com uma longa ficha criminal.

Como resultado preliminar, a ação batizada de” Operação Cesnna”, conseguiu prender 17 pessoas nos quatros estados alvos.

Visits: 58

WhatsApp