Operação Embaúba II fecha serrarias clandestinas em área indígena no Pará

PF desmantela esquema de promoção de desmatamento ilegal da floresta Amazônia em área indígena do Alto Rio Guamá, no município de Nova Esperança do Piriá.

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (22/5) a Operação Embaúba II, que busca desmantelar um esquema de promoção de desmatamento ilegal da floresta Amazônia em área indígena do Alto Rio Guamá, no município de Nova Esperança do Piriá, por meio da extração e comercialização dos mais diversos tipos de madeira. Foram efetivados 7 mandados de busca e apreensão e 2 mandados de prisão preventiva, expedidos pela Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Paragominas-PA.

No dia de hoje, 38 policiais federais participam desta segunda fase da Operação Embaúba, cuja primeira parte consubstanciou no fechamento de várias serrarias e contou com o apoio do Exército Brasileiro e Ibama, por intermédio da Operação Verde Brasil 2.

As investigações iniciaram em abril de 2020, com o levantamento de informações acerca da extração e comercialização de madeira clandestina por madeireiros da região de Nova Esperança do Piriá/PA.

Durante as investigações e levantamentos realizados, foi possível descobrir novos lugares de montagem de serrarias clandestinas, escondidos em meio a floresta, com intuito de  dificultar a fiscalização e o trabalho dos órgãos policiais e ambientais. Verificou-se, também, que toda a madeira serrada no município foi extraída de área indígena.

Corroborada a hipótese criminal, os investigados responderão pela prática de crime contra a flora (artigos 46, parágrafo único e 50-A da Lei n. 9.605/9), bem como pelo crime de receptação (art. 180 do Código Penal Brasileiro), haja vista o conhecimento por parte dos proprietários e gerentes da ilicitude da madeira armazenada e processadas nas serrarias.

Deixe seu comentário
VALMIR ARAÚJO