OEA estima em 5,4 mi o número de emigrantes da Venezuela ao final de 2019

A OEA (Organização dos Estados Americanos) estima que o número de emigrantes da Venezuela –ou seja, de pessoas que deixam o país– será de 5,4 milhões ao fim de 2019 por conta da crise.

Os dados foram levantados pelo grupo de trabalho formado para analisar migrantes e refugiados do país sul-americano e publicados em relatório nesta 6ª feira (8.mar.2019). Leia a íntegra do documento, em espanhol.

“Com mais de 3,4 milhões, os venezuelanos são a 2ª população com mais refugiados no mundo, só superada pela Síria, que está em guerra há 7 anos. E os prognósticos sinalizam que ao final de 2019 o êxodo alcançará as 5,4 milhões de pessoas”, disse o secretário-geral da OEA, Luis Almagro.

Segundo a OEA, caso a situação não mude na Venezuela –que vive uma instabilidade com a Presidência de Nicolás Maduro e o autodeclarado governo de Juan Guaidó, reconhecido por cerca de 50 países–, esse número subirá para entre 7,5 milhões e 8,2 milhões.

O documento também traz números atualizados de venezuelanos em países vizinhos. Há 1,2 milhão na Colômbia, 700 mil no Peru, 265 mil no Chile, 220 mil no Equador, 130 mil na Argentina e 100 mil no Brasil.

As principais causas para a migração forçada na Venezuela, aponta o relatório, são “a crise humanitária, a violência generalizada, o colapso econômico, a violação de direitos humanos e o controle social”.

De acordo com o relatório, 87% dos lares venezuelanos estão abaixo da linha da pobreza, contra 50% em 1996. A pobreza extrema está acima de 60%. A taxa de homicídios é de 81,4 para cada 100 mil habitantes.

Poder 360

[seguros_promo_shortcode theme=”card-large” ideal_para=”6″ ideal_para_lbl=”América do Norte” /]

Hits: 2

7 thoughts on “OEA estima em 5,4 mi o número de emigrantes da Venezuela ao final de 2019

  1. Pingback: bitcoin loophole
  2. Pingback: Handyman services
  3. Pingback: Countertop Repair

Comments are closed.

VALMIR ARAÚJO