.
.
MP cobra rigor nas investigações sobre PM que matou jovem em Gov. Edison Lobão

MP cobra rigor nas investigações sobre PM que matou jovem em Gov. Edison Lobão

O Ministério Público do Maranhão abriu um procedimento para acompanhar as investigações sobre o caso do jovem Marcos Vinícius da Silva, morto a tiros durante ocorrência policial, no domingo (25), em Governador Edison Lobão. A autora dos disparos foi identificada como a Cabo Sabrina Candeia da Silva, do 3º Batalhão de Polícia Militar de Imperatriz.

O MP também recomendou a imediata apresentação da policial na 10ª Delegacia de Polícia Civil de Imperatriz. O documento, assinado pelo Promotor de Justiça, Ossian Bezerra Pinho Filho, afirma que a medida foi tomada após grande repercussão do caso na mídia online, bem como denúncias feitas pela comunidade por meio dos canais oficiais do órgão.

Segundo testemunhas, Marcos estava fazendo uma manobra em uma moto, conhecida popularmente como “grau”, e foi perseguido após não obedecer a uma ordem de parada. O jovem entrou em casa, e foi morto na frente da mãe e do irmão pequeno. De acordo com o Instituto Médico Legal de Imperatriz, o jovem foi atingido por um único disparo nas costas e teve ferimentos na cabeça devido à queda.

Imagens de Notícias de Imperatriz
Marcos Vinícius foi morto com um tiro nas costas

O corpo de Marcos Vinícius da Silva foi velado na casa da família enterrado no cemitério de Governador Edison Lobão. A morte do jovem causou comoção na cidade e motivou um protesto por justiça. Em entrevista, a mãe da vítima agradeceu o apoio que vem recebendo nos últimos dias.

“Eu vi a policial matando meu filho na minha frente e até mesmo na frente do meu filho de seis anos. Eu estou em choque, porque pra mim não está sendo fácil e eu quero que tenha justiça, pois meu filho era um menino bom, um menino honesto. Um menino trabalhador. Ele não merecia ser morto daquele jeito”, disse a mãe.

O jovem trabalhava como auxiliar de serviços gerais em uma fábrica de rações. Segundo os amigos dele, a moto que Marcos usava havia sido comprada assim que o jovem começou a trabalhar. E, nos fins de semana, ele se divertia com os amigos fazendo acrobacias com a moto

Nesta segunda-feira (26), a Polícia Militar divulgou nota afirmando que a policial militar está afastada de suas funções. Leia a nota abaixo, na íntegra.

“A Polícia Militar do Maranhão (PMMA) esclarece que o caso é investigado com prioridade para sua completa elucidação e a policial envolvida está afastada de suas funções. Um Inquérito Policial Militar foi instaurado para apurar a conduta da agente e a Polícia Civil investigará a ocorrência no âmbito criminal.

A Polícia Militar lamenta o ocorrido, se solidariza com a família da vítima e destaca que não coaduna com ações que maculem a imagem da corporação. Destaca, ainda, que cumpre suas atribuições constitucionais alicerçadas em princípios de preservação da vida e respeito aos direitos humanos”.

Imperatriz oline

Visits: 2

WhatsApp