Em tentativa de assalto, indígena da reserva Cana Brava em grajaú, morre e deixa PM baleado

O PM Sandynes Gomes Silva de (29) anos que trabalhava nas forças policias de Grajaú, foi transferido para a tropa de choque da PM na capital, onde vive com seus familiares após ter se casado com uma grajauense. 

O PM decidiu nesta sexta-feira da paixão (02) de abril de 2021, vir passar o feriado com a esposa em Grajaú e, no momento em que chegaram à reserva indígena Cana Brava entre Grajaú e Barra do Corda, o veiculo de Sandynes foi atacado por um trio de criminosos, um deles portando um garrucha apontou em direção ao PM que reagiu ao assalto imediatamente.

Sandynes foi atingido ainda com um disparo da garrucha do suposto assaltante indígena, o PM foi ferido no braço e estilhaços atingiram seu olho e o rosto. A esposa de Sandynes conseguiu assumir o controle do carro e apressar a vinda para Grajaú, para salvar seu esposo. Um dos assaltantes foi morto na troca de tiros.

O policia chegou em Grajaú em estado estável, mas precisa ser transferido para Imperatriz ou São Luis, para maiores avaliações médica, tendo em vista que o olho foi um pouco afetado e, precisa-se de cuidados especiais para que o PM não venha há perder o olho. O comando da capital, estava decidindo ainda durante a manhã se o policial iria ser transferido para São Luís no helicóptero da policia, ou para Imperatriz.

A decisão para isto estava sendo revista, porque voar de aeronave no estado em que o PM está pode comprimir o cérebro, então ainda estava essa decisão sobre o transporte, o fato é que o PM tem que ser salvo urgentemente desta barbárie praticada, esperamos que tudo fique bem com o policial, o transporte do PM na aeronave está previsto para às 17h00min da tarde desta sexta, foi o que informou agora pouco pessoas que estão no HGG (Hospital Geral de Grajaú). Enquanto aos governantes, o povo de Grajaú, motoristas, passageiros, povo da região e até o país, ainda esperam solução contra essa prática corriqueira de assalto na reserva indígena.

De Olho em Grajaú

Deixe seu comentário
VALMIR ARAÚJO