Eduardo Imperador foi solto pela Justiça Federal sob fiança de R$ 121 mil e uso de tornozeleira eletrônica

O empresário Eduardo José Barros Costa, conhecido como ‘Eduardo Imperador‘, foi solto provisoriamente no sábado (23), após uma decisão da Justiça Federal e o pagamento de uma fiança de R$ 121.200,00, que corresponde a cem salários mínimos.

Ele havia sido preso, na quarta-feira (20), em uma operação da Polícia Federal (PF) que investiga suspeita de desvios da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) no Maranhão.

Eduardo Imperador saiu do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, ainda no sábado, por volta das 23h. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (SEAP).

O empresário também será monitorado com o uso de tornozeleira eletrônica. Além disso, Eduardo deve se recolher em casa no período noturno e aos fins de semana, e de comparecer, mensalmente em juízo, para informar e justificar suas atividades.

G1

Deixe seu comentário

Hits: 25

VALMIR ARAÚJO