“Sustentabilidade na Prática” discute programa para uso de energias renováveis no Maranhão

A preparação do Maranhão para a transição energética com uso de energias renováveis foi o tema abordado, na manhã desta segunda-feira (25), no programa “Sustentabilidade na Prática”, da Rádio Assembleia.

Durante o programa, apresentado pelas radialistas Maria Regina Telles e Marina Sousa, o superintendente de Energia, Gás, Petróleo e Mineração, engenheiro eletricista Fraga Araújo, fez um relato dos programas e projetos em andamento na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (Sedepe).

Fraga Araújo explicou que está em curso um programa do Governo do Maranhão para a transição energética com uso de energias renováveis e hidrogênio verde, visando à redução do gás de efeito estufa (GEE) no processo produtivo e de mobilidade em geral.

“A determinação do governador Carlos Brandão e do nosso secretário de Desenvolvimento Econômico, José Reinaldo Tavares, é no sentido de assegurar a implementação do Programa de Crédito de Carbono do Maranhão. Afinal, a energia renovável do futuro é o hidrogênio verde”, ressaltou Fraga Araújo.

Ele informou que, no mês de abril de 2022, o governador Carlos Brandão lançou programas para o desenvolvimento do Maranhão, oportunidade em que Secretarias de Estado participaram da iniciativa com o objetivo conjunto de implementar ações, projetos e programas que elevem os indicadores econômicos, sociais e ambientais do Estado.

Foi nessa época, segundo Fraga Araújo, que foram apresentados os decretos para a elaboração de comissões do Plano Maranhão 2050, da Política Estadual de Energia Renovável (CEPER), de estudos para implantação do programa estadual de hidrogênio verde ou PEH2V (CEPEH2V), e para a instalação da comissão estadual para a zona de processamento de exportação do Maranhão, também chamada de CZPEMA.

“Foram decretos estruturantes que tratam do futuro, de energias renováveis, que são as energias limpas como a solar, eólica; que tratam da Zona do Processamento de Exportação. Foi lançado também o Maranhão 2050, para que a gente possa pensar o Maranhão para os próximos anos”, frisou o superintendente de Energia, Gás, Petróleo e Mineração.

Ele acrescentou que estes são programas que irão assegurar a geração de empregos, renda e mais qualidade de vida à população maranhense.

“O Maranhão vive um momento de retomada econômica em razão dos programas que o governador Carlos Brandão está apresentando à sociedade. São passos importantes em relação à atividade econômica, promovendo ações que vão garantir o crescimento econômico com sustentabilidade, garantindo mais empregos, renda à população e, consequentemente, melhor qualidade de vida”, disse Fraga Araújo.

Visando aumentar a oferta de energia limpa e renovável, a descarbonização da economia estadual e a universalização do fornecimento de energia elétrica no Maranhão, o Governo do Estado criou a comissão para a elaboração da Política Estadual de Energia Renovável, que irá definir diretrizes, desenvolver e coordenar projetos, ações, estudos e programas relativos à geração de energia limpa e renovável para a matriz energética do Maranhão, com ênfase à energia eólica e solar.

Sob a coordenação pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (Sedepe), a Comissão será composta por entidades públicas e privadas, universidades, sociedade civil e outros atores relevantes para a elaboração desta política.

Fraga Araújo informou que, visando ao desenvolvimento sustentável e integrado ao potencial energético, solar e eólico, o Governo do Estado também criou a Comissão Estadual para elaboração de estudos para implantação do Programa Estadual de Hidrogênio Verde (PEH2V), para a geração de hidrogênio verde no Maranhão.

O PEH2V, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (Sedepe), objetiva complementar a matriz estadual, em conformidade com diretrizes nacionais, internacionais e com a Política Estadual de Energia Renovável, e tem comissão composta por órgãos públicos, sociedade civil, universidades, federações, iniciativa privada e outros atores relevantes para o fomento da cadeia produtiva de H2V no Estado.

Hits: 9

Portal Hora 1 News Maranhão

Comunicação e Ciências Pedagógias, atuante na area de comunicação desde 2000 até o momento.

http://Portal%20Hora%201%20News
VALMIR ARAÚJO