Sindicato dos Aeronautas mantém início da greve nesta segunda (19)

Paralisações serão entre 6h e 8h, por tempo indeterminado

A Justiça do Trabalho determinou que 90% dos pilotos e comissários de bordo vão ter que trabalhar durante a greve da categoria.

A ministra do Tribunal Superior do Trabalho Maria Cristina Peduzzi determinou que os aeronautas garantam no mínimo de 90% de pilotos e comissários em serviço durante a greve anunciada para a próxima segunda-feira (19).

A decisão é resultado de uma ação do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias.

Os empresários pediram que a greve fosse declarada abusiva. A ministra negou o pedido, mas determinou o percentual mínimo que, praticamente, impede a adesão da maioria dos trabalhadores.

Segundo a ministra Peduzzi, o serviço prestado pela categoria é essencial e a greve foi aprovada em um período de aumento da demanda por transporte aéreo.

Apesar da decisão, o Sindicato Nacional dos Aeronautas anunciou que a greve está mantida, com paralisações de duas horas por tempo indeterminado. Entre 6 e 8 da manhã, nos aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte e Fortaleza.

Os aeronautas pedem definição dos horários de início de folgas, proibição de alteração das escalas, cumprimento da regra de tempo mínimo em solo entre voos, reposição das perdas inflacionárias e reajuste real nos salários.

A categoria argumenta que os altos preços das passagens aéreas aumentaram os lucros das empresas.

Agência Brasil.

Visits: 1

Portal Hora 1 News Maranhão

Comunicação e Ciências Pedagógias, atuante na area de comunicação desde 2000 até o momento.

http://Portal%20Hora%201%20News
VALMIR ARAÚJO