. .
Prefeito Chiquinho do Banco envia à Câmara de Governador Eugênio Barros projeto inconstitucional com salários defasados e abaixo do mínimo.

Prefeito Chiquinho do Banco envia à Câmara de Governador Eugênio Barros projeto inconstitucional com salários defasados e abaixo do mínimo.

O prefeito da cidade de Governador Eugênio Barros continua sua saga de maus exemplos de administradores públicos. Este mês o administrado municipal enviou um projeto de lei à Câmara do Município que tratava da contratação de servidores para algumas secretarias.

De acordo com informações o projeto tira o direito das pessoas que estudaram e se qualificaram para fazer seletivo, pois o mesmo tratava de uma contratação direta.

Na última sessão da câmara de vereadores de GEB, a vereadora Ana Mary, aliada do prefeito Chiquinho do Banco, fez um uso de sua fala e disse “os funcionários já estão com mais de dois meses de salários atrasados” isso significa, que Chiquinho, supostamente teria contratado os servidores sem o conhecimento da casa legislativa, o que poderia acarretar em mais uma irregularidade, caso seja comprovado, em crime de responsabilidade.

Para piorar a situação, o projeto que chegou ao conhecimento dos vereadores também é inconstitucional e pelo visto não recebeu a devida atenção. O mesmo foi encaminhado à casa com pelo menos 07 categorias com salários abaixo do mínimo, que hoje custa R$1.320,00, mas no projeto está custando R$1.212,00, ou seja, totalmente defasado.

Por Wilque Gomes

TTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTT22222222222222222222222222
WhatsApp