PF indicia ministro Juscelino Filho por corrupção

PF indicia ministro Juscelino Filho por corrupção

A Polícia Federal decidiu indiciar o ministro das Comunicações Juscelino Filho (União Brasil) depois de concluir que ele praticou os crimes de corrupção passiva, fraude em licitações e organização criminosa quando era deputado federal pelo Maranhão. O ministro é suspeito de participar de um esquema de desvio de emendas parlamentares em 2022. Os recursos (R$ 7,5 milhões) teriam sido enviados via Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) para a pavimentação de ruas na cidade de Vitorino Freire. A irmã do ministro, Luanna Rezende, é a prefeita.

A empresa contratada pelo município para fazer a obra foi a Construservice, de um amigo de Juscelino, o empresário Eduardo José Barros Costa, conhecido como Eduardo Imperador. Ele foi preso acusado de pagar propina a funcionários federais para obter obras em Vitorino Freire e de ser sócio oculto da construtora. A PF deflagrou a operação em setembro de 2023. Juscelino filho foi intimado a depor no caso do desvio das emendas no fim de abril. USO DE AVIÃO DA FAB Em março de 2023, quando já era ministro, também foi acusado de usar um avião da Força Aérea para participar de um leilão de cavalos

de raça sob a justificativa de que se tratava de uma viagem “urgente”. O caso não tem relação com o indiciamento pela PF, mas gerou desgaste à imagem do ministro. Mesmo assim, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu mantê-lo no cargo….

.Fonte: PODER360

TTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTT22222222222222222222222222
WhatsApp