.
.
OPERAÇÃO FALLERE:POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO CONTRA ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA DE ESTELIONATO ELETRÔNICO

OPERAÇÃO FALLERE:POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO CONTRA ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA DE ESTELIONATO ELETRÔNICO

Na manhã desta segunda-feira(6), a Polícia Civil do Maranhão deflagrou, uma ação batizada de “Operação Fallere”, com o objetivo de reprimir crimes praticados contra a propriedade por meio eletrônico. A ação contou com a atuação da Polícia Civil do Maranhão, através do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos(DCCT/SEIC) e da Polícia Civil do Goiás, através do GREF/DEIC.

Segundo as investigações da Polícia Civil maranhense, os criminosos abordavam as vítimas através de aplicativos de mensagens se fazendo passar por autoridade do sistema de justiça. As vítimas escolhidas eram servidores públicos vinculados a prefeituras de municípios do Maranhão, entre elas, as de Santa Helena, Turilândia, São Luís e São José de Ribamar.

Ainda de acordo com as investigações, os criminosos utilizavam a imagem e o nome de promotores de justiça, bem como a imagem da instituição Ministério Público para solicitar valores às vítimas sob o argumento de adiantar valor de indenizações que seria pego de volta à vítima. As vítimas então, levadas a erro e diante do uso de imagem de autoridade e do próprio órgão público acabavam por transferir valores aos criminosos, em seguida se davam conta de que haviam sido vítimas de um crime.

Foram cumpridos 04 mandados de busca e apreensão, 02 mandados de prisão, bens foram apreendidos, como um veículo, além do bloqueio de valores em conta dos investigados. Os mandados foram cumpridos na região metropolitana de Goiânia, em Goiás. Sendo realizada ainda 01(uma) prisão em flagrante, com apreensão de arma, munição e droga.

Diversas vítimas foram lesadas de modo que o prejuízo total ainda está sendo estimado. Valores foram bloqueados nas contas dos investigados, por determinação judicial.

WhatsApp