Operação da Polícia Civil prende quadrilha acusada de tráfico de drogas

Policiais da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico – SENARC, núcleo de Imperatriz, realizaram nessa terça-feira (18) operação denominada ‘Tentáculos’, cuja finalidade foi a de cumprir oito mandados de prisão e nove de busca e apreensão em Imperatriz e em Augustinópolis-TO, por crimes de tráfico de droga e associação para o tráfico.

A operação foi desencadeada em continuidade às investigações em função da apreensão de 216 quilos de droga, entre maconha prensada, cocaína e crack, realizada no dia 18 de outubro deste ano, na Vila Vitória, em Imperatriz. Na época, foi preso Caetano Amâncio de Sousa e as investigações levaram à quadrilha.
Os presos  acusados de integrar o grupo criminoso foram identificados como Hélio Costa de Oliveira, Caetano Amâncio Pereira, José Francisco Vieira da Silva, Wanderson de França Vieira, Alef da Silva Milhomem, Mariele Alves de Sousa, João Marcelo Borges Silva Júnior e Diego Vilarino, este preso em Augustinópolis.
Durante a operação policial, os investigados Wanderson de França Vieira e Alef da Silva Milhomem conseguiram se evadir e estão sendo considerados fugitivos.
Os mandados foram cumpridos nas cidades de Imperatriz e Augustinópolis/TO de forma conjunta entre as Polícias Civis do Tocantins e do Maranhão, contando com o apoio de equipes da Delegacia de Augustinópolis/TO, Delegacia Regional de Açailândia, Delegacia Regional de Imperatriz, Delegacia de Porto Franco, Delegacia de Carolina, Delegacia de Homicídios de Imperatriz (SHPP/ITZ), Senarc/Capital, sob a coordenação da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz (Senarc/ITZ).
De acordo com informações do delegado titular da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico em Imperatriz, Fabian Klein, as investigações apontam que Hélio Costa de Oliveira e Caetano Amâncio Pereira eram os líderes da quadrilha.
Os cinco homens presos foram levados, após passarem por exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal, para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz, enquanto a mulher foi para a ala feminina da Unidade Prisional de Ressocialização de Davinópolis.

Hits: 18

VALMIR ARAÚJO