Ronaldo defende entrada de clubes de México e EUA na Copa Libertadores

AGÊNCIA BRASIL:

O ex-atacante Ronaldo Nazário, campeão mundial com a seleção brasileira em 1994 e 2002, deseja o retorno dos clubes mexicanos e a participação dos times norte-americanos na Copa Libertadores para aumentar a competitividade do torneio.

O México deixou a Copa Libertadores em 2016 devido a um problema de calendário entre a Conmebol e as competições locais da Concacaf. Já os clubes da Major League Soccer (MLS) dos Estados Unidos nunca participaram do torneio da Conmebol.

“Adoraria ver os clubes mexicanos e norte-americanos, seria um passo importante para a Libertadores ter esses dois países”, disse Ronaldo em videoconferência na sexta-feira (29). “Por exemplo, um time brasileiro que viaja para enfrentar um mexicano ou norte-americano agrega muito valor à competição”, acrescentou.

Clubes mexicanos disputaram a Libertadores como convidados desde 1998, época em que Cruz Azul, Guadalajara e Tigres da Universidade Autônoma de Nuevo León (UANL) chegaram à final, mas caíram diante de Boca Juniors, Internacional e River Plate em 2001, 2010 e 2015, respectivamente.

O artilheiro da Copa do Mundo de 2002 e três vezes eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa realizou a videoconferência do Brasil em um evento promocional como embaixador da Copa Libertadores.

A final será disputada neste sábado (30) entre Santos e Palmeiras no estádio do Maracanã.

“É um clássico paulista e não vejo favorito nesta final única, não vou arriscar”, disse Ronaldo.

Valmir Arajúo