POLÍCIA CIVIL DO MARANHÃO PRENDE EM FLAGRANTE 2 PESSOAS POR ESTELIONATO EM CONTINUIDADE DELITIVA E ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA

A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta quinta-feira(1º/10), na cidade de Imperatriz/MA, duas pessoas que se passavam por funcionários de correspondentes bancários, sem vínculo com qualquer instituição bancária/financeira ou autorização para prestar o serviço.

Conforme a investigação, a suposta loja que eles usavam, também era apenas de fachada, pois a loja devidamente autorizada, que funcionou no local, já estaria outro endereço. De acordo com a equipe policial, a loja atual havia sido aberta na última segunda-feira (28/09), mantendo a mesma fachada da loja anterior e, em apenas três dias, arrecadou mais de R$70 mil.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, os suspeitos estavam recebendo boletos/contas, simulavam o pagamento, mas os boletos não eram compensados porque não existia nenhum vínculo da loja com instituições financeiras. Todo o dinheiro arrecadado ficava para o bando.

No momento da abordagem policial a mulher se identificou com nome falso, tentando ludibriar as investigações. No entanto, no hotel onde estavam hospedados, foram encontrados vários boletos.

Segundo levantamentos, os presos são investigados no estado do Goiás por crimes similares.

APREENSÕES:
-Aproximadamente R$26mil;
-02 notebooks;
-01 máquina de autenticação mecânica;
-01 calculadora sharpe;
– Vários cartões de crédito;
– Centenas de boletos bancários das vítimas;
– Dezenas de semi-jóias;

A instituição falsa estava localizada na rua Sergipe, entre as Ruas Dorgival Pinheiro de Sousa e Getúlio Vargas. As pessoas que foram lesadas, procuraram o 1º Distrito Policial de Imperatriz para registro de ocorrência e a prisão foi realizada pelo Grupo de Pronto Emprego (GPE). A dupla foi autuada em flagrante e encontram-se à disposição da justiça.

Valmir Arajúo