Corrida de gigantes pelo primeiro computador quântico

Há muito especulados como ficção, os computadores quânticos estão se aproximando da realidade. O fato de marcas como o Google, Amazon, Microsoft e IBM participarem dessa corrida, transparece que as leis esquisitas da física de escala atômica irão transformar mais ainda a vida no Planeta.

Esses computadores estarão para os computadores modernos como estes estão para a calculadora manual. Trata-se de um novo conceito de computação, de velocidade e de capacidade de armazenamento imensamente maior do que dispomos hoje. Eles resolverão problemas impossíveis com os equipamentos convencionais. O que se projeta são equipamentos para data center, como ocorre hoje com os bancos de dados nuvem.

ComputerWorld

Difícil projetar qual o progresso que o computador quântico trará no estágio em que ainda se encontra esse projeto. Os quibits, pequenos armazenamentos de dados que os computadores quânticos usam, precisam ser aprimorados. Entretanto, o entusiasmo que esses atores da tecnologia dispensam aos seus respectivos projetos sinaliza avanço efetivo. A Microsoft anuncia que espera contornar problemas causado por erros dos qubits.

Artigo | George Matsas

Como se percebe, no momento, os computadores quânticos são usados principalmente em pesquisas. Mas os aplicativos com resultados comuns provavelmente estão chegando. Espera-se que o poder dos computadores quânticos permita a criação de novos materiais, processos químicos e medicamentos, fornecendo informações sobre a física das moléculas.

Editorial | Portogente

Para se ter uma ideia do que promete essa nova tecnologia, o Google alcançou a supremacia quântica, levando 200 segundos para executar em um chip de computação quântica de 53 bits uma tarefa específica, que calculou levar no supercomputador mais rápido 10.000 anos.

Top buzz

Valmir Arajúo