Quadrilha explode 3 Bancos em Campo Maior PI

Um grupo formado por mais de dez criminosos arrombou duas agências bancárias ao mesmo tempo na cidade de Campo Maior
a 80 km de Teresina, durante a madrugada desta terça-feira (30). Segundo a Polícia Militar , o grupo fugiu pela BR-343. Três pessoas foram feitas reféns, mas ninguém ficou ferido.

Os criminosos chegaram em quatro veículos (três caminhonetes e um carro de passeio) por volta de 1h desta terça. De acordo com o major Etevaldo Alves, comandante da Polícia Militar de Campo Maior, o grupo fez disparos com fuzis pelas ruas da cidade, na intenção de causar medo nos moradores.

Caixas eletrônicos foram arrombados com explosivos em assalto duplo em Campo Maior, no Piauí — Foto: Walter Júnior/ TV Clube

Caixas eletrônicos foram arrombados com explosivos em assalto duplo em Campo Maior, no Piauí — Foto: Walter Júnior/ TV Clube

Duas agências bancárias, uma do Banco do Brasil e a outra da Caixa Econômica Federal, ambas localizadas no centro de Campo Maior, foram arrombadas. Os criminosos usaram explosivos para arrombar caixas eletrônicos e destruíram o interior dos dois locais. As duas agências ficam a menos de 200 metros de distância uma da outra.

Segundo o major Etevaldo, três pessoas foram feitas reféns durante os assaltos, mas foram liberadas durante a fuga dos criminosos na entrada de Campo Maior. Nenhuma delas ficou ferida.

Agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica foram arrombadas simultaneamente em Campo Maior, no Piauí — Foto: Walter Júnior/ TV Clube

Agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica foram arrombadas simultaneamente em Campo Maior, no Piauí — Foto: Walter Júnior/ TV Clube

O assalto acontece durante um período de grande movimentação de valores nas agências, em que aposentados e beneficiários de programas federais sacam seus benefícios. A polícia ainda não tem informações sobre quanto dinheiro foi roubado. Ainda segundo a PM, os criminosos fugiram da cidade pela BR-343 no sentido Norte, em direção à cidade de Piripiri.

Os policiais militares estão nas estradas da região em busca dos criminosos. O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) foi acionado e iniciou as investigações. Por envolver uma agência da Caixa, a Polícia Federal também foi acionada.

G1

Valmir Arajúo