Explosão em empresa de oxigênio deixa cinco feridos e causa danos em residências em Fortaleza

DIÁRIO DO NORDESTE

A unidade da empresa White Martins onde ocorreu explosão na manhã deste sábado (24) é destinada ao enchimento de cilindros, afirmou a companhia em comunicado divulgado por volta de 16h30. No local não há produção de oxigênio líquido, que, segundo a White Martins, “não foi comprometida” Cinco pessoas ficaram feridas com a explosão. 

Uma explosão atingiu unidade da empresa White Martins, na avenida Francisco Sá, no bairro Carlito Pamplona, em Fortaleza, na manhã deste sábado (24). Segundo o Corpo de Bombeiros, equipes do quartel central foram acionadas e chegaram ao local por volta das 10h40. Cinco pessoas ficaram feridas e três foram encaminhadas à Emergência do Instituto Dr. José Frota (IJF).

A companhia destaca, ainda, que “está buscando alternativas para o enchimento dos cilindros” e “dando apoio aos feridos e colaborando com as autoridades”. 

Mais cedo, o prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira, se pronunciou afirmando que Fortaleza não corre risco de desabastecimento de oxigênio em suas unidades de saúde.  

“Nossos hospitais têm tanques que são abastecidos pela unidade do Pecém, portanto, esse episódio não afeta nada a nossa rede hospitalar. Nossas UPAs que têm usinas de oxigênio ou cilindros foram abastecidas nesta semana, portanto, nós não temos nenhum risco de desabastecimento por qualquer que seja o cenário com esse episódio”, declarou Sarto em frente ao Instituto Dr. José Frota (IJF), onde três vítimas da explosão foram internadas. 

O governador Camilo Santana frisou que as autoridades da Saúde estavam monitorando a situação “para evitar problema de desabastecimento nos equipamentos de saúde”.

José Sarto visita explosão
Valmir Arajúo