Assaltantes de carro-forte são presos entre Colinas e Arapoema – TO



A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 1ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado de Palmas (1ª DEIC), deflagrou na manhã desta terça-feira, 28, a Operação Guerra Justa. A Ação é resultado das investigações relacionadas à tentativa de roubo a um carro-forte, fato ocorrido em agosto do ano passado, na TO-30, entre as cidades Colinas do Tocantins e Arapoema, na região Centro Norte do Estado.

Um efetivo de mais de 80 policiais civis, incluindo os do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) estão participando da operação e darão cumprimento a seis mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão em residências nos estados do Tocantins, Bahia, Pernambuco e Pará.

Dentre os 16 mandados de busca e apreensão, cumpridos em várias cidades como Xinguara-PA, Marabá-PA, Paulo Afonso-BA, Petrolina-PE, o delegado Eduardo Menezes destacou a importância de dois que foram cumpridos no município de Cabrobó-PE, onde se encontra sediada uma madeireira. Segundo apurou os investigadores, há suspeita que os caminhões, carregados com madeira da empresa, eram também utilizados para transportar o armamento de forma discreta por diversos estados da região Norte e Nordeste.

Os fatos

Na época do fatos, em agosto do ano passado, um grupo de vigilantes de uma empresa responsável por transporte de valores foi abordado por assaltantes. Os criminosos cercaram o caminhão blindado e passaram a efetuar disparos contra o veículo. A perseguição e a troca de tiros perduraram por cerca de quilômetros. Até que o veículo dos assaltantes teve um dos pneus furados por um disparo efetuado pele equipe de guardas. Sem sucesso na subtração do dinheiro, os criminosos abandonaram o veículo e atearam fogo, fugindo em outro carro que prestava a eles.

O tiroteio assustou os moradores do Povoado chamado 19, próximo ao município de Arapoema. Chamou a atenção o poderio bélico dos assaltantes, que chegaram a utilizar um metralhadora calibre ponto 50, capaz de parar tanques de guerra e de abater aeronaves.

Um dos criminosos alvos da operação acabou sendo preso em operação realizada no dia 16 de abril, na cidade de Aparecida, interior do estado da Paraíba. Além do verdadeiro arsenal de guerra, formado por fuzis , pistolas, munições e explosivos, com o investigado foi encontrada a metralhadora ponto 50 utilizada no ataque ao carro forte na cidade de Arapoema. Em Aparecida, a operação foi realizada de forma integrada pelas Polícias Militar e Civil da Paraíba e da Polícia Federal dos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte para prender uma quadrilha interestadual que planejava atacar carros-fortes e bancos no sertão da Paraíba.

ATITUDE


Postagens mais lidas
Parto humanizado na Maternidade Humberto Coutinho, em Colinas, devolve protagonismo a mulheres da região

“É muito importante ser tratado como humano, a gente se sente uma pessoa especial. Porque, sinceramente, depois de tanta dor, Read more

Assalto a carro-forte é registrado na BR-235 no município de Casa Nova- BA

Um assalto a carro-forte da empresa Prosegur foi registrado na manhã desta quinta-feira (26), na BR-235 em Casa Nova (BA). Read more

Bolsonaro diz que auxílio emergencial deverá ter quarta parcela

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (28) que o governo deve propor uma quarta parcela do auxílio emergencial, atualmente Read more

Faturamento caiu em mais de 80% das indústrias nos últimos 45 dias

Pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que 82% das indústrias do país tiveram queda de faturamento nos Read more

Valmir Arajúo