Oito policiais são presos suspeitos de fraudar concurso público da PM

Detidos são acusados de ingressar em concurso público da Polícia Militar no ano de 2014 através de fraudes. Dois foram presos em Simões, no interior do Piauí.

Uma operação deflagrada na manhã desta terça-feira (13) pela Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor) resultou na prisão de oito policiais militares suspeitos de fraudar concurso público no Piauí. Denonimada como Operação Fraudulenti, a ação tem como objetivo cumprir nove mandados de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 1° Vara Criminal da Comarca de Teresina.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública, dois dos policiais militares foram presos no quartel da PM, na cidade de Simões, no interior do Estado. Entre os alvos estão oito policiais militares que, segundo investigações da Deccor, ingressaram no concurso público da Policia Militar do ano de 2014 através de fraudes.

Um vídeo divulgado pela SPP mostra o momento em que um dos suspeitos é conduzido à sede da Deccor, em Teresina.

A operação Fraudulenti contou com a participação de 30 policiais civis e com o apoio da Polícia Militar. Os presos são acusados de fraude à certame de interesse público, furto e associação criminosa.

A SSP divulgou a relação com os nomes dos presos, são eles: 

1. Gitã Duarte Ferro (Preso em São Luís, Maranhão) 

2. Antônio Francisco Mendes da Silva

3. Fernando Coutinho dos Santos

4. Danilo Barros e Silva 

5. Bráulio Siqueira Candido de Sousa (Preso em Simões – Piauí)

6. Gezza Duarte Ferro

7. Geová Gomes da Silva

8. Francisco de Assis Gonçalves da Silva (Preso em Simões – Piauí) 

9. Antonio Yuri Rodrigues da Cruz Neto


Por: Nathalia Amaral e Maria Clara Estrêla

One thought on “Oito policiais são presos suspeitos de fraudar concurso público da PM”

Comments are closed.