Com reforma da Previdência desidratada, governo inicia pente-fino no INSS

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começou na 6ª feira (12.jul.2019) uma revisão nos benefícios que apresentam indícios de irregularidades  A meta do governo é analisar cerca de 3 milhões de pagamentos suspeitos pelos próximos 18 meses. As regras foram publicadas no Diário Oficial da União.

A força-tarefa montada pelo órgão também permitirá que pedidos de benefícios que estão pendentes de análise a mais de 45 dias possam ser avaliados. Segundo INSS, nas próximas semanas, os segurados que tiverem algum tipo de inconsistência receberão uma notificação por meio de seus bancos. Uma carta também poderá ser enviada à residência do segurado, caso seja necessário efetivar o contato.

No 1º semestre, antes do início da revisão, 806 mil notificações foram enviadas para que os segurados esclareçam inconsistências encontradas no pagamento dos benefícios.

A revisão será feita após o presidente Jair Bolsonaro sancionar lei de combate a fraudes previdenciária em junho.

DESIDRATAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA NA CÂMARA

Após a conclusão, em 1º turno, da votação da proposta na Câmara, o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, disse que estimativa do governo é que a economia com a reforma fique próxima de R$ 900 bilhões em 10 anos.

As mudanças realizadas pelos deputados terão impacto de R$ 50 bilhões a R$ 70 bilhões, segundo Marinho. O secretário estima que a revisão nos benefícios deve ajudar a equilibrar a balança e render pouco mais de R$ 200 bilhões ao caixa do governo.

O plenário da Câmara concluiu a votação em 1º turno da reforma da Previdência nesta 6ª feira (12.jul). Na análise dos destaque (trechos separados para modificar a proposta), os deputados aprovaram regras que suavizam o cálculo da aposentadoria de mulheres, que são mais brandas para policiais e para professores. Além de 1 novo tempo mínimo de contribuição para homens.

Poder360

PODERÁ GOSTAR

  • Deputado Ciro Neto prestigia evento estadual de motocross em Presidente Dutra

WhatsApp HORA 1 NEWS VALMIR ARAÚJO