Músico e contador de histórias François Moise Bamba, de Burkina Faso, fará quatro apresentações no CCVM, de 20 a 24 de novembro, celebrando o Dia da Consciência Negra

  • Portal Hora 1 News
  • 19 de novembro de 2018
  • Comentários desativados em Músico e contador de histórias François Moise Bamba, de Burkina Faso, fará quatro apresentações no CCVM, de 20 a 24 de novembro, celebrando o Dia da Consciência Negra

No dia da Consciência Negra, comemorado nesta terça-feira (20), o Centro Cultural Vale Maranhão estreia a série de quatro repertórios de histórias tradicionais de Burkina Faso, contadas pelo músico e griot François Moise Bamba.

François Moïse Bamba pertence à casta dos ferreiros, mestres do fogo e do ferro, e foi iniciado por seu pai na arte de contar histórias. Coletou e reescreveu inúmeros contos tradicionais, que deram origem a cd, dvd e livros publicados na França. Conhecido como ferreiro contador, Bamba viaja o mundo difundindo sua arte em espetáculos e festivais. É diretor artístico de festivais e instituições culturais de Burkina Faso e coordena a rede de contadores de histórias da África Ocidental (Afrifogo). Integra o grupo Les Murmures de la Forge dedicado ao conto e à música. Seu instrumento é a kora.

“Neste ano, em que celebramos a grandeza do negro na cultura, é um grande prazer receber um artista como Bamba e continuar propiciando ao público maranhense oportunidades de conhecer um pouco mais a cultura africana, que é tão diversa.”, destaca Paula Porta, curadora do CCVM.

As apresentações do artista, para público de todas as idades, são acompanhadas de música e contam com tradução simultânea da atriz Laura Tamiana.

Serão quatro repertórios de histórias diferentes, reunidas por Bamba de acordo com temas:

Dia 20 de novembro, terça, 16h – Nas Origens do Mundo: “Tudo tem um começo e um fim. Para que duas pessoas se encontrem, é preciso que elas caminhem uma na direção da outra. Para que duas mãos se encontrem, é preciso estender os braços um na direção do outro. Este repertório reúne contos que explicam os inícios das coisas”.

Dia 21 de novembro, quarta, 16h – Contos e Lendas do Burkina Faso: “Um convite a viajar pelo “país dos homens íntegros” e descobrir seus povos, partilhar de suas culturas, seus valores e suas visões de mundo, para um enriquecimento mútuo”.

Dia 23 de novembro, sexta, 18hPalavras de Mulheres do Meu Vilarejo: “Os Senoufos são um povo de cultura matriarcal, o lugar da mulher é muito importante. É ela quem semeia as primeiras palavras em nosso coração e em nosso espírito. Este repertório se inspira nessas pequenas histórias, contos, mitos que essas mulheres me transmitiram: avós, mães, tias, irmãs, primas, amigas…”

Dia 24 de novembro, sábado, 18hNa Escola dos Ancestrais: “Em quase todo vilarejo tem uma grande praça, com uma grande árvore e, debaixo dela, ao longo dos dias e das noites, encontramos os mais velhos prontos a nos dar conselhos, a compartilhar uma palavra com o ouvido pronto a escutar… De onde venho dizemos que não importa a beleza de uma palavra, ela é em vão se não tem ouvidos para escutá-la”.

A programação é uma parceria do CCVM com o Instituto Francês, que viabilizou a vinda do artista ao Brasil. Esta é a terceira realização dessa parceria, que já trouxe ao centro cultural a artista Ana Pi e a Mostra Francesa de Animação.

A entrada é gratuita.

Programação imperdível!

Serviço
O quê: Quatro apresentações do contador de histórias e músico François Moïse Bamba Quando: Dias 20 e 21 de novembro, às 16h e dias 23 e 24, às 18h
Onde: Centro Cultural Vale Maranhão, localizado na Avenida Henrique Leal, 149, Praia Grande – Centro Histórico.
O evento é gratuito e aberto para todos os públicos.

WhatsApp HORA 1 NEWS VALMIR ARAÚJO
%d blogueiros gostam disto: